Quem

Quem
Quem nunca fez uma loucura?
Caminhar pelas ruas escuras
Sentir a brisa do mar
Em plena tempestade
Na loucura que vivi
Tanto tempo…não .. não esqueci
Dói-me a alma de saudade
Por tão longe estar de ti.
Do teu doce rosto ausente de idade
Que ainda muito presente
Recordo apenas na minha vontade
Aquela ternura que sempre senti
Jorge Pereira

Sur
Sur
Qui n’a jamais fait ce fou?
Marcher dans les rues sombres
Sentez la brise de mer
Par temps orageux
Dans la folie j’ai vécu
Tant … non .. pas oublié
Il blesse mon âme de désir
Pour être si loin de vous.
Votre manque de la vieille doux visage
Toujours très présent
Rappelez-vous simplement dans ma volonté
J’ai toujours pensé que la tendresse

Jorge Pereira

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: